A Áustria em Cabo Verde

Relações Austro-Caboverdianas

Bandeiras

Iniciadas em 1975, as relações bilaterais concentraram-se no passado na área da cooperação para o desenvolvimento. Durante o período de seca nos anos 80, Cabo Verde recebeu ajuda humanitária e alimentos, constituindo o seu país, desde 1986, um ponto forte da Cooperação Austríaca para o Desenvolvimento. A partir de 1995 foram disponibilizadas verbas importantes para o desenvolvimento regional e a descentralização, bem como a gestão sustentável dos recursos, nomeadamente a água, acompanhadas, desde 2006, por apoio orçamental concedido no domínio do ambiente. 

A graduação de Cabo Verde em país de rendimento médio, em 2008, pode considerar-se um exemplo modelar de uma cooperação de sucesso para o desenvolvimento, à qual a Áustria pôde prestar o seu contributo. Na sequência desta evolução positiva, a cooperação bilateral austríaca para o desenvolvimento terminou. No entanto, estavam previstos, ao abrigo dum Plano de Acção, a manutenção do apoio orçamental no domínio do ambiente até final de 2011 e a transição para novos instrumentos de financiamento. Em Julho de 2010 foi concluído um acordo bilateral sobre a cooperação financeira (soft loan) e, em Outubro de 2010, um Memorandum of Understanding sob a cooperação na área da proteção do ambiente.

O momento é agora de aprofundar as excelentes relações bilaterais nos planos político e económico à luz do novo quadro de circunstâncias. O facto de Cabo Verde passar a pertencer, a partir de 1 de Julho de 2010, à área de competência da Embaixada da Áustria em Lisboa é também sinal dum futuro reforço da orientação da cooperação para a União Europeia. 

As relações económicas entre a Áustria e Cabo Verde foram de expressão moderada até ao presente, apresentando, porém, grande potencial. Nos últimos tempos tem-se assistido a um reforço de iniciativas no âmbito da cooperação económica.